terça-feira, 21 de novembro de 2017

Sabesp obtem recorde de lucro em 2016, mas onde irá esse dinheiro?

A Sabesp é uma das maiores empresas de distribuição hídrica da America Latina e ainda assim foi a responsável por racionamento de água em uma das maiores metrópoles Brasileiras, a de São Paulo. Desde os grandes aumentos de água daquela versão o que pouco foi mostrado pela mídia é as consequências reais que isso trouxe para a cidade, sendo na insegurança, ou falta de mudanças de atitudes para com a economia e os preços que continuam inseguros desde então.

Apesar  da companhia de água e saneamento ligada ao governo do PSDB na época gerenciado por Geraldo Alckmin ter sofrido com perda de descrença e ter provado sua falta de responsabilidade em saber gerenciar a crise hídrica de poucos anos atrás, teve o recorde mais alto de todos os tempo - o que fez muitos pensarem que talvez isso fosse uma estratégia para tirar proveito da população. No total somaram-se R$ 2,9 bilhões no ano de 2016, sendo que em 2014 e 2015 não tinha ficado nada bem para a imagens de ambas.  Consulte aqui no site sabesp.


Anteriormente o lucro mais alto tinha sido em 2013 quando  foi de 1,3 bilhão. Segundo a própria Sabesp o desperdício continua aumentando o valor da conta de água, o que teve uma aumento de 15,2% em 2015 e de 8,5% em 2016. De gota em gota vem-se aumentado a arrecadação mesmo com a insegurança de que um mesmo racionamento aconteça.

De acordo com os donos da empresa o lucro alto será revertido em investimentos no saneamento das cidades em que atua. Até agora, nada começou a ser feito. A companhia é uma empresa de capital misto, controlada tanto pelo governo como pelo capital privado.


O volume de água e lucro voltou, só resta saber se a seca também voltará com força numa próxima situação adversa. Até que isso aconteça, será que o dinheiro terá sido bem gasto?

Nenhum comentário:

Postar um comentário