sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

5 coisas que você não sabia sobre o maior Salmo da Bíblia Sagrada

Esses dias durante uma oração estávamos consultando qual seria o salmo do dia de hoje  - um hábito que recomendo, pois aumenta a fé e trás muitas bençãos para o dia. Contudo, o Salmo que caiu foi justamente o 119 - eu estava no trânsito e atrasado e não sabia como conseguiria terminar a minha leitura a tempo de entrar no trabalho.

Acabai deixando a leitura para depois, mas o fato é que aquilo ficou na minha cabeça: seria esse mesmo o maior salmo da Bíblia? Bom... lembrem-se disto para o próximo teste Bíblico: é o Salmo 119, o qual inclusive se trata de uma parte fascinante da Bíblia, que se destaca dramaticamente dos Salmos que a cercam.

Mas será que você sabe com exatidão alguns fatos sobre esse que é considerado um salmo fundamental da fé cristã? Então confira abaixo - você vai se surpreender!



1. O Salmo 119 é o maior de toda a Bíblia 


É o mais longo Salmo, composto de 22 estrofes, 176 versos, e também é o capítulo mais longo da Bíblia.

2. É um acróstico Hebraico


Na primeira estrofe do Salmo, a primeira palavra de cada um dos oito versos começa com a letra hebraica aleph, a primeira letra do alfabeto. Na segunda estrofe, as primeiras palavras começam todas com a segunda letra do alfabeto, beth. E assim por diante, com uma estrofe por cada letra do alfabeto. Sua ênfase inerente na ordem e design tem sido interpretada como um símbolo de como Deus e sua lei promovem a ordem, e não o caos. Pode-se dizer que o Salmo 119 é um A-Z hebraico, em forma poética.

3. Existe uma lenda oculta nesse Salmo 


Há uma tradição antiga que diz que o padrão acrótico, alfabético do Salmo foi utilizado pelo Rei David, que o usou para ensinar seu filho, Salomão, o alfabeto hebraico. Ao fazer isso Salomão não só aprenderia letras, Mas também poderia aprender o "alfabeto" da vida espiritual, ética. Não é algo que a Bíblia nos diga sobre, e não sabemos quem escreveu o Salmo, mas é uma boa ideia. Se queres praticar o alfabeto hebraico, agora já sabes o que fazer.

4. Seu verdadeiro significado está falando sobre a lei +-


"Bem-aventurados aqueles cujos caminhos são irrepreensíveis, que andam de acordo com a lei do Senhor" lê o primeiro verso do Salmo. Esta beatitude define o tema do resto do Salmo: a lei (Hebraico: Torá, com vários outros sinônimos para " Lei " usados durante todo o Salmo). O salmista não fala apenas sobre fazer a lei, ele fala sobre amar a lei:

"Alegro-me em seguir os vossos estatutos, como se se regozijasse em grandes riquezas. Medito nos seus preceitos e considero os seus caminhos. Eu me deleito em seus decretos; eu não vou negligenciar a sua palavra" (versículos 14-16).

5. A lei é bondosa


Os protestantes às vezes podem ficar nervosos sobre amar a "lei", ansiosos para celebrar a graça dada por Cristo, e cautelosos de cair em "obras-retidão" farisaica. Mas este Salmo representa um desafio para essa visão. Sem a " lei " / Torá, a Bíblia teria bastantes buracos nela. Este Salmo nos ensina que o que Deus ordena é bom, e nos lembra que ser cristão não é apenas crer em idéias abstratas sobre "graça", mas realmente se tornar santo, bom povo, santificado por Deus, que ama como Jesus faz. A lei está preocupada com a justiça, como vivemos e, em última análise, reflete o bom caráter de Deus. Os cristãos não devem encontrar sua identidade na lei, mas devem amá-la; o salmista certamente o fez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário